logomarca_sopapo_completa

Grupo de pesquisa SOPAPO

O grupo de pesquisa Sociedade, Espaço e Política – SOPAPO – , é coordenado pela professora Cristina Araujo (UFPE). A linha de pesquisa é homônima, Sociedade, Espaço e Política e aborda a relação entre geopolítica e a produção do espaço através da divisão territorial e social do trabalho.  Parte do pressuposto de que a relação entre Estado e mercado é produto da luta de classes, fruto de consensos sociais (in)articulados e das formas de apropriação dos diferentes capitais simbólicos: econômico, cultural e social. A linha de pesquisa contém três eixos de investigação: a produção e estruturação do espaço urbano; a relação entre Estado, mercado e esfera pública; luta de classes e movimentos sociais. O I Colóquio Sociedade Espaço e Política (I SOPAPO), ocorrido em agosto de 2021 veio consolidar a rede de pesquisa que conta atualmente com sete instituições parceiras: UFRPE, UFRRJ, UFC, UFMG, UNAMA, UNIFESP e Universidade de Alcalá (Espanha). O grupo está registrado no diretório de grupos de pesquisa do CNPq.

PRODUÇÃO

AVISO IMPORTANTE: A consulta dos materiais aqui publicados é somente para uso pessoal, científico e não comercial. Esta reserva de direitos contempla a todos os dados constantes nesse site. Na utilização ou citação de partes de quaisquer documentos, é obrigatório referenciar o/a autora/a do trabalho.

Filtros:

Orientação de uso dos filtros:

Selecione um filtro desejado e clique em "Aplicar este filtro". Caso deseje continuar sua pesquisa utilizando outros filtros, clique em "Remover filtro aplicado", aguarde a página recarregar e então selecione o novo filtro desejado.

Filtrar por tipo de pesquisa

Filtrar por Tipo de Publicação

Filtrar por ano

PROJETOS DE PESQUISA

Período: 2022 - Em andamento
Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

A investigação Voto, Território e Classe, está constituída para quatro anos de pesquisa, e tem como objetivo geral estabelecer uma relação entre voto, território e esfera pública que evidencie o recorte de classe e sua composição nas distintas divisões territoriais e sociais do trabalho presentes em território nacional. Serão investigados os onze maiores colégios eleitorais: São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Curitiba (PR), Manaus (AM), Recife (PE), Porto Alegre (RS), Belém (PA) e Goiânia (GO) a partir da parceria com pesquisadores da UFPE, UFRPE, UFRRJ, UFMG, UNAMA, UNIFESP e o Instituto Universitário de Investigação em Estudos Latino-americanos da Universidade de Alcalá (Espanha).

Coordenadora do projeto

Prof. Dra. Cristina Pereira de Araujo (UFPE)

Equipe do projeto

Profa. Dra. Adriana Carla de Azevedo Borba (UFPE)

Prof. Dr. Claudio Tadeu Cristina (UFRPE)

Profa. Dra. Esther Solano Gallego (UNIFESP, Universidad de Alcalá)

Dra. Helena d Agosto Miguel Fonseca (UFMG)

Profa. Dra. Helena Lúcia Zagury Tourinho (UNAMA)

Profa. Dra. Izabella Galera (UFPE)

Prof. Dr. Luciano Muniz Abreu (UFRRJ)

Prof. Dr. Michel Lima (UNAMA)

Prof. Dr. Otávio Augusto Alves dos Santos (UFRPE)

Me. Bárbara Nascimento Rodrigues (MDU/UFPE)

Me. Beatriz Palmeira Melo Simões (MDU/UFPE)

Me. Lutemberg Francisco de Andrade Santana (MDU/UFPE)

Me. Marcones Oliveira Barboza (MDU/UFPE)

Me. Rafael Alves da Silva (MDU/UFPE)

Período: 2017 - Em andamento
Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

A pesquisa tem como elementos norteadores:

I. a avaliação do grau de dependência geopolítica e a inserção da América Latina, e em especial o Brasil, na lógica da divisão internacional do trabalho (DIT);

II. a repercussão das distintas divisões territoriais e sociais do trabalho (DTT/DST), reflexos da DIT, na reprodução do espaço urbano e na geração de desenvolvimentos desiguais numa perspectiva multiescalar. Sua principal repercussão foi a organização do I SOPAPO (Colóquio Internacional sobre Sociedade, Espaço e Política) com a temática Geopolítica e Desenvolvimento Desigual na América Latina, em agosto de 2021 que reuniu parte dos principais trabalhos desenvolvidos até então pelo Grupo.

Coordenadora do projeto:

Prof. Dra. Cristina Pereira de Araujo (UFPE)

PESQUISAS EM ANDAMENTO

Marcones Oliveira Barboza

“Ô, Josué!”: A necropolítica na ausência de políticas públicas e as culturas populares como possibilidade de uma formação sociopolítica em prol do direito à cidade

Iniciada em 2021, a tese tem como hipótese que a ausência de políticas públicas representa um projeto geopolítico que consiste em manter as cidades excludentes para a maior parte da população, sobretudo a das periferias. A precariedade nos serviços públicos é expressa no senso comum como “ausência do Estado” em determinada área. No entanto, busca-se afirmar que a ausência de política pública é um projeto no qual o Estado se faz presente ao negar o acesso e a oferta total ou parcial (no sentido da qualidade) de serviços essenciais. Trata-se de um projeto excludente de raiz numa sociedade escravocrata que se perpetua e que se reproduz e se especializa no espaço urbano no que pode-se chamar de necropolítica e que para se perpetuar faz uso de uma ausência de formação sociopolítica do cidadão.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Barbara Nascimento Rodrigues

99% Concreto e Universal: O desafio da formação política em uma sociedade fragmentada

Objetivo: Analisar o papel da esfera pública na formação política dos cidadãos de grandes centros urbanos.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Beatriz Palmeira Melo Simões

As marcas urbanas das mulheres da resistência no Brasil: uma análise sobre os seus cotidianos e o protagonismo feminino na luta pelo direito à cidade

Iniciada em 2021, a tese traz a hipótese de que as marcas urbanas que as mulheres da resistência carregam tanto em seus corpos como em seus cotidianos, reflexo da estruturação do espaço urbano, as impelem a ser, predominantemente, as agentes da luta pelo direito à cidade.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Co-Orientação: Izabella Galera

Luttemberg Francisco de Andrade Santana

Brasil, Brasis: voto, desigualdade e território

Iniciada em 2021, a tese traz a hipótese de que na democracia brasileira, as escolhas eleitorais dos agentes são influenciadas pelas estruturas de classe, desigualdades de renda e de acesso a direitos sociais positivados na Constituição Federal de 1988.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Itallo Marques Santana

Função social da propriedade imobiliária: violência simbólica e a (in)efetividade da posse

A tese desenvolve os conceitos de ideologia proprietária e ideologia possessória para discutir a função social da propriedade urbana.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Rafael Alves da Silva

O urbano no subdesenvolvimento: um inventário crítico sobre a política urbana brasileira no ciclo democrático-popular

Iniciada em 2021, a tese traz a hipótese de que durante o período em tela, apesar da promulgação do Estatuto da Cidade, manteve-se inalterada as bases da urbanização capitalista o que tem contribuído para o aprofundamento da desigualdade e da segregação socioespacial.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual no Brasil: voto, território e classe

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Maria Amanda Martinez Elvir

Os Rama e o Canal: um estudo sobre a relação com o espaço da comunidade de Bangkukuk Taik (Nicarágua) e os possíveis impactos de um canal interoceânico

A tese traz a hipótese de que apesar da obra ser proposta por um governo com viés mais social, ela teria caráter imperialista dentro de uma nova lógica de divisão internacional do trabalho, onde a China seria a grande beneficiária, restando a população afetada alijada do processo.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Vanuza Maria Pontes Sena

Pobreza e políticas públicas no município de Pau dos Ferros/RN: uma análise a partir do Índice de Pobreza Muldimensional (IPM)

A tese busca apresentar um novo índice, o IPM, para avaliar em que grau as políticas sociais empreendidas no município contribuíram para diminuir a pobreza multidimensional.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Sávio Silva Almeida

Repensar o direito à cidade no Brasil: do discurso racista da democracia racial ao discurso das rappers negras recifenses

A tese faz uma análise de discurso do rap, evidenciando a injustiça socioespacial e a cartografia do lugar.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Izabelly Oliveira Lins da Silva

Casa Amarela, eu ainda moro nela: os movimentos dos moradores e a transformação do bairro através da cidadania

Objetivo geral da dissertação é analisar quais os fatores de mobilização e desmobilização/arrefecimento das ações do movimento de moradores de Casa Amarela e as consequências políticas, sociais e territoriais após 1988.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Co-Orientação: Izabella Galera

PESQUISAS ENCERRADAS

Itallo Marques de Santana.

Ano: 2020
Usucapião para quem? Um estudo sobre a democratização do acesso ao solo urbano no Recife/PE à luz da subcidadania brasileira

A dissertação, também indicada para premiação ANPUR, traz a discussão em tela à luz da teoria dos capitais de Pierre Bourdieu para evidenciar o acesso desigual à terra.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Raissa Gomes Sales

Ano: 2020
Do empoderamento social ao direito à cidade: a teimosia política e o teatro na Brasília Recifense

A dissertação mostra o papel da participação popular, nesse caso exitosa, para a disputa e legalização de um território.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Tiago Delácio de Oliveira e Silva

Ano: 2020
A disputa pelo uso de espaços públicos nas capitais brasileiras pelas manifestações contra e a favor do impeachment da Presidenta Dilma Roussef

A pesquisa traz um mapeamento do uso dos espaços públicos nas 27 capitais brasileiras evidenciando os espaços ocupados pela classe média, de um lado, e pelas camadas populares, de outro.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Luana Paula Ribeiro Varejão

Ano: 2018
Cais em disputa: entre o direito à cidade e o projeto Novo Recife

A dissertação discutiu o processo de participação popular em torno da aprovação do Plano Específico do Cais de Santa Rita, Estelita e Cabanga e o Projeto Novo Recife evidenciando as fragilidades do processo participativo que, no caso em tela, ocorreu tão somente para validar o processo já acordado entre Estado e mercado imobiliário.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Ludmila Silva de Aguiar

Ano: 2018
Entre o social e o interesse do capital: o processo desigual de apropriação de terra no Recife

A dissertação trabalhou a violência simbólica e os processos de distinção de classe para a obtenção de privilégios no território.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Leon Delácio de Oliveira e Silva

Ano: 2018
Da ilegalidade à aparente legalidade na produção do espaço urbano: o caso dos condomínios fechados da Alphaville Urbanismo

A dissertação trouxe à luz os processos de violência simbólica e de distinção social para evidenciar os processos de aprovação de condomínios fechados para as camadas de alta renda à revelia da legislação.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

Felipe Machado de Moraes

Ano: 2017
A qualidade da participação popular no desenvolvimento urbano da ZEIS Ilha de Deus

A dissertação trouxe à tona a discussão sobre a qualidade da participação popular no processo de urbanização da ZEIS Ilha de Deus sinalizando que esta se deu ainda de forma precária. A dissertação ficou entre as oito finalistas do Prêmio ANPUR 2019.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Orientação: Cristina Pereira de Araujo

PUBLICAÇÕES

Colonialidad del poder, Estado-nación y el mercado global de la tierra desde el Canal Interoceánico de Nicaragua

ELVIR, M. A. M. ; ARAUJO, C.P. ; QUADROS, M. T. . Colonialidad del poder, Estado-nación y el mercado global de la tierra desde el Canal Interoceánico de Nicaragua. PatryTer – Revista Latinoamericana e Caribenha de Geografia e Humanidades, v. 5, p. 1-16, 2022.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

A Alphaville urbanismo e o ordenamento jurídico pátrio: da ilegalidade para a aparente legalidade

ARAUJO, CRISTINA PEREIRA; SILVA, LEON DELÁCIO . A Alphaville urbanismo e o ordenamento jurídico pátrio: da ilegalidade para a aparente legalidade. DIREITO DA CIDADE, v. 14, p. 305-332, 2022.

Versão em inglês:

The Alphaville urbanismo and the legal order of the homeland: from illegality to apparent legality
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rdc/article/view/64978

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

A cidade neoliberal e a dominação racial no século 21: uma perspectiva interseccional sobre o recuo dos direitos sociais

ALMEIDA, S. S. ; ARAUJO, C.P. . A cidade neoliberal e a dominação racial no século 21: uma perspectiva interseccional sobre o recuo dos direitos sociais. REVISTA DIREITOS HUMANOS E DEMOCRACIA, v. 9, p. 154-176, 2021.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Transferência de renda e mudança social no Brasil: um olhar sobre o Programa Bolsa Família

SENA, V. M. P. ; ARAUJO, C.P. . Transferência de renda e mudança social no Brasil: um olhar sobre o Programa Bolsa Família. REVISTA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL, v. 9, p. 33-58, 2021.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Dois pesos, duas medidas na apropriação de terras do Recife: os casos da comunidade do Coque e do condomínio Le Parc Boa Viagem

AGUIAR, L. S. ; ARAUJO, C.P. . Dois pesos, duas medidas na apropriação de terras do Recife: os casos da comunidade do Coque e do condomínio Le Parc Boa Viagem | The double standard approach regarding land appropriation in Recife (Brazil): the cases of the Coque community and the condominium Le Parc Boa Viagem. OCULUM ENSAIOS, v. 17, p. 1-17, 2020.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Moradia no século XXI: ativo financeiro ou direito social?

ALMEIDA, S. S. ; ARAUJO, C.P. . Moradia no século XXI: ativo financeiro ou direito social?. Revista de Politica Públicas da UFMA, v. 24, p. 839-857, 2020.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

Caderno de Resumos do I Colóquio Internacional Sociedade, Espaço e Política

ARAUJO, C.P.; [et al…] (Org.). Caderno de Resumos do I Colóquio Internacional Sociedade, Espaço e Política. 1. ed. Recife: UFPE, FB da Silva Livros, 2021. 318p .

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

The dispute for the use of public spaces in manifestations against and in favor of the impeachment process in 2016, in Brazil

SILVA, T. D. O. E. ; ARAUJO, C.P. ; SILVA, L. D. O. E. . The dispute for the use of public spaces in manifestations against and in favor of the impeachment process in 2016, in Brazil.. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ARQUITECTONICS: MIND, LAND & SOCIETY, 2017, Barcelona. INTERNATIONAL CONFERENCE ARQUITECTONICS: MIND, LAND & SOCIETY, 2017.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

A disputa pelo uso dos espaços públicos nas manifestações contra e a favor do processo de impeachment em 2016 no Brasil

ARAUJO, C.P.; DELACIO, T. . A disputa pelo uso dos espaços públicos nas manifestações contra e a favor do processo de impeachment em 2016 no Brasil. In: V Encontro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós- Graduação em Arquitetura e Urbanismo ? V ENANPARQ, 2018, Salvador. Arquitetura e Urbanismo no Brasil atual: crises, impasses e desafios, 2018. v. 5. p. 8585-8597.

Pesquisa tronco: Geopolítica e desenvolvimento desigual na América Latina

PRODUÇÃO

AVISO IMPORTANTE: A consulta dos materiais aqui publicados é somente para uso pessoal, científico e não comercial. Esta reserva de direitos contempla a todos os dados constantes nesse site. Na utilização ou citação de partes de quaisquer documentos, é obrigatório referenciar o/a autora/a do trabalho.

Filtros:

ANO:

BUSCAR POR AUTOR(A):

PESQUISAS

SITUAÇÃO:

ANO DE CONCLUSÃO:

PUBLICAÇÕES

Tese de Doutorado
Em andamento
Marcones Oliveira Barboza
“Ô, Josué!”: A necropolítica na ausência de políticas públicas e as culturas populares como possibilidade de uma formação sociopolítica em prol do direito à cidade

Iniciada em 2021, a tese tem como hipótese que a ausência de políticas públicas representa um projeto geopolítico que consiste em manter as cidades excludentes para a maior parte da população, sobretudo a das periferias. A precariedade nos serviços públicos é expressa no senso comum como “ausência do Estado” em determinada área. No entanto, busca-se afirmar que a ausência de política pública é um projeto no qual o Estado se faz presente ao negar o acesso e a oferta total ou parcial (no sentido da qualidade) de serviços essenciais. Trata-se de um projeto excludente de raiz numa sociedade escravocrata que se perpetua e que se reproduz e se especializa no espaço urbano no que pode-se chamar de necropolítica e que para se perpetuar faz uso de uma ausência de formação sociopolítica do cidadão.

Orientador(a): Cristina Pereira de Araujo
Artigo
Publicado
A Alphaville urbanismo e o ordenamento jurídico pátrio: da ilegalidade para a aparente legalidade

ARAUJO, CRISTINA PEREIRA; SILVA, LEON DELÁCIO . A Alphaville urbanismo e o ordenamento jurídico pátrio: da ilegalidade para a aparente legalidade. DIREITO DA CIDADE, v. 14, p. 305-332, 2022.

Versão em inglês:

The Alphaville urbanismo and the legal order of the homeland: from illegality to apparent legality
https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/rdc/article/view/64978
Artigo
Publicado
Colonialidad del poder, Estado-nación y el mercado global de la tierra desde el Canal Interoceánico de Nicaragua

ELVIR, M. A. M. ; ARAUJO, C.P. ; QUADROS, M. T. . Colonialidad del poder, Estado-nación y el mercado global de la tierra desde el Canal Interoceánico de Nicaragua. PatryTer - Revista Latinoamericana e Caribenha de Geografia e Humanidades, v. 5, p. 1-16, 2022.

Dissertação de Mestrado
Em andamento
Izabelly Oliveira Lins da Silva
Casa Amarela, eu ainda moro nela: os movimentos dos moradores e a transformação do bairro através da cidadania

Objetivo geral da dissertação é analisar quais os fatores de mobilização e desmobilização/arrefecimento das ações do movimento de moradores de Casa Amarela e as consequências políticas, sociais e territoriais após 1988.

Orientador(a): Cristina Pereira de Araujo
Co-Orientador(a): Izabella Galera
Organização de anais
Publicado
Caderno de Resumos do I Colóquio Internacional Sociedade, Espaço e Política

ARAUJO, C.P.; [et al...] (Org.). Caderno de Resumos do I Colóquio Internacional Sociedade, Espaço e Política. 1. ed. Recife: UFPE, FB da Silva Livros, 2021. 318p .